Sexta-feira, 23 de Fevereiro de 2018

Buscar   OK

Publicada em 01/11/17 as 14:57h - 538 visualizações
Barra da Tijuca é charme, natureza e baladas imperdíveis

Fabíola Musarra


 (Foto: Wikimedia)

Acompanhado de perto pelo azul-esverdeado do Atlântico, palmeiras centenárias e serras habitadas por imponentes montanhas, o elegante bairro da Zona Oeste do Rio de Janeiro tem cantos e encantos para seduzir a todos os estilos.



Corcovado, Pão de Açúcar, Copacabana... Postais do Rio de Janeiro, sim. Mas, a cidade maravilhosa tem muito mais do que esses atrativos. Se você já conhece os pontos turísticos do centro e da Zona Sul fluminense, e quer ainda mais, que tal sair do desse circuito, e ir conhecer a badalada Barra da Tijuca, na Zona Oeste?


Cercada por belíssimas lagoas e exuberante natureza, a região acomodou 15 instalações onde aconteceram as competições de 23 esportes da Olimpíada em 2016. Já nos Jogos Paraolímpicos recebeu as disputas de outros 13 esportes. Agora, em 2017, foi a casa do Rock in Rio, um dos principais festivais de rock e música do mundo.


Mas, antes de começar a explorar o bairro, é bom entender sua geografia. A Barra da Tijuca é a área nobre na Zona Oeste. Tem como vizinhos os bairros de Itanhangá, Camorim, São Conrado, Jacarepaguá, Recreio dos Bandeirantes, Curicica e Joá. É habitada pela classe média alta - 87% dos moradores do bairro pertencem a ela. A maioria de seus condomínios está abraçada por parques, jardins, lagos e espaços verdes.


Em alguns deles funcionam ainda mini shopping centers, escolas, igrejas, quadras esportivas e restaurantes. A área de prédios mais luxuosa da Barra é o Jardim Oceânico, caracterizado por seus prédios baixos. O bairro começa na ponte sobre o Canal da Joatinga e termina nas avenidas Salvador Allende e Alfredo Baltazar da Silveira, onde começa o Recreio dos Bandeirantes.

Vista aérea da Ponte Estaiada da Barra da Tijuca - RJ - Foto: Site Mobolize.org.br


A Avenida das Américas é a principal via da Barra, cruzando-a no sentido Leste-Oeste. Outra avenida importante é a Ayrton Senna, que começa na Praia da Barra da Tijuca e faz a ligação do bairro com Jacarepaguá pela ponte sobre a Lagoa do Camorim.


Como curiosidade, vale saber que a Barra foi dos poucos bairros planejados da cidade, embora grande parte do projeto original de Lúcio Costa já tenha sido abandonado. Por isso, quando estiver por lá, observe as ruas largas do bairro ao estilo de Brasília, cidade também planejada pelo arquiteto e urbanista brasileiro.


As ruas da Barra da Tijuca abrigam a maior concentração de supermercados e de shopping centers da cidade (ali ficam o de mais alto nível social do Rio de Janeiro, o Village Mall, e o maior do Estado, o Barrashopping). Mas, ao todo, o bairro possui 16 deles. Agora que você já tem algumas informações sobre a Barra, saiba que o acesso às suas ruas é bem fácil.


Além das vias que levam até a Zona Oeste, incluindo a que liga a Zona Sul à Barra, você pode usar a Linha Amarela e a Transoeste. Se optar pelos transportes públicos, saiba que tem três linhas do Bus Rapid Transit (BRT) à disposição: a Transolímpica, a Transoeste e a Transcarioca, além do metrô que hoje liga a Estação Uruguai, na Tijuca, à Estação Jardim Oceânico, na Barra. Na estação Jardim Oceânico ainda é possível pegar o BRT até o local que desejar.


Praias e montanhas - Beleza é o que não falta ao bairro. São relevos tingidos por montanhas e pela Serra da Pedra Branca, palmeiras vigiadas pelo azul-esverdeado do Atlântico. Só para você ter uma ideia, o bairro possui extenso litoral, sendo que praticamente metade é área de reserva ambiental, a Reserva da Barra.


A Zona Oeste, aliás, tem 28 km de praias. São elas: do Pepê, da Barra da Tijuca, da Reserva, do Recreio, do Pontal, da Macumba, Prainha, do Abricô (nudismo) e a de Grumari. A Praia da Barra da Tijuca tem água esverdeada que se exibe ao longo da Avenida Lúcio Costa até o Recreio dos Bandeirantes. É a maior do Estado.


Logo em seu início fica a Praia do Pepê, point dos jovens que moram no bairro. Ela é ideal para praticar surfe, windsurfe, bodyboarding, pesca de beira e asa delta. Animada, é passarela de gente bonita e bronzeada. Pela sua extensão também desfilam bares, restaurantes, quiosques e ciclovia. A partir da Av. Ayrton Senna, não tem calçadão por ser uma região de preservação ambiental.


Seguindo pela areia da praia, encontra-se a Av. Lúcio Costa, antiga Avenida Sernambetiba, que se prolonga até o final da Praia do Recreio. O paraíso dos longboarders, por sinal, fica entre a Praia do Recreio e a Prainha. É uma praia extensa com quiosques por toda a orla e ciclovia. A Pedra do Pontal separa a Praia da Macumba da do Recreio.


Em maré baixa, um estreito caminho na areia se forma da praia até a pedra, permitindo que se chegue até lá. Se você decidir subir até o seu cume, saiba que seu esforço será brindado com uma vista inesquecível: do lado direito, vai admirar toda a extensão de areia do Recreio à Barra da Tijuca. E do lado esquerdo, dá para ver a Prainha. Com ondas altas, é o reduto dos surfistas.


Pantanal carioca - É inimaginável pensar que em plena Barra da Tijuca existe um paraíso ecológico praticamente intacto. Mas ele existe. Tem 10 mil km2 e é o lar da Marapendi, uma lagoa que é emoldurada pela exótica vegetação da Reserva de Marapendi, uma área de proteção ambiental criada em 1991, com trilhas, playgrounds e locais destinados a piqueniques.


A lagoa se exibe ao longo dos bairros da Barra da Tijuca e do Recreio dos Bandeirantes e é povoada por restingas e manguezais, onde estão presentes o mangue-vermelho, o mangue-branco e siriúba. Às suas margens e em suas águas também moram diversas espécies de caranguejos, siris, peixes, garças, patos selvagens, lagartos e o jacaré-de-papo-amarelo.


A lagoa é palco para a prática de esportes náuticos como remo, canoagem e windsurfe. Mas, apesar de sua beleza, é imprópria para banho e pesca devido à poluição. Após a conclusão das obras do emissário submarino da Barra da Tijuca e de Jacarepaguá, a lagoa parou de receber o esgoto dos condomínios vizinhos, estando suas águas agora em processo natural de limpeza.


É possível conhecer de perto esse cantinho preservado de natureza. É só embarcar em uma aventura por balsa. Ela é feita pela Barrabalsas, empresa que oferece passeios ecológicos e tours formatados para atender as necessidades de cada cliente. Suas embarcações, de diferentes tamanhos e com capacidade para acomodar desde um pequeno grupo até 120 passageiros, têm saídas diárias (os horários podem ser conferidos no site www.barrabalsas.com.br).


O tour que conduz até a praia tem duração de 5 a 15 minutos, enquanto os ecológicos são acompanhados por biólogo e têm como foco a educação ambiental. Durante 1h30, os passageiros aprendem sobre o ecossistema local, admirando flores e plantas endêmicas e diferentes espécies de aves, peixes e mamíferos.


Cidade Olímpica - Foi na Barra da Tijuca que aconteceram as competições dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos em 2016.  Assim, vale muito a pena conhecer o Complexo Esportivo dos Esportes, ou simplesmente a Cidade Olímpica, como é mais conhecido o local. Mas, atenção, leve água se não quiser passar sede, pois no interior do parque não há bebedouros nem ambulantes vendendo sucos, refrigerantes...


Com jardins bem-cuidados, muito espaço ao ar livre e paisagens indescritíveis, abriga em seus 42 mil m2 o Parque Aquático Maria Lenk (cujas piscinas olímpicas testemunharam as competições do recordista norte-americano Michael Phelps, além de outras de natação, nado sincronizado e saltos ornamentais), a Arena Multiuso e o Velódromo da Barra.


Tanto o parque aquático como o velódromo foram arrendados pelo Comitê Olímpico Brasileiro, que mantém parte de seus escritórios por lá. Para quem não sabe, até o início da década de 1990, as competições de Fórmula 1 eram realizadas no Autódromo Internacional Nélson Piquet (ex-Jacarepaguá), quando foram transferidas para São Paulo. Hoje, com um circuito menor, o autódromo recebe outras categorias de corridas automobilísticas.


Reaberto ao público em janeiro deste ano, após ter sido fechado, o complexo tem capacidade para receber cerca de oito mil pessoas e possui quadras, áreas para treinos de judô, centro de treinamento de outros esportes e academia de musculação, além de ser o endereço de cursos e workshops. Pouco adiante de sua entrada, guarda o Muro dos Campeões, um monumento que registra cada uma das 2.568 medalhas distribuídas durante os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos.


A glamorosa Barra da Tijuca e os bairros da Zona Oeste do Rio de Janeiro são muito mais do que esses postais. Guardam surpresas e possuem muitos outros encantos para revelar. Abaixo seguem alguns deles. Aproveite a aventura e curta bastante. Boas descobertas!


SERVIÇO

O que fazer

Cidade Olímpica - Está localizado a cerca de 3 km do Oceano Atlântico, no Cabo Pombeba, uma formação geográfica triangular que avança sobre a Lagoa de Jacarepaguá.

Parque Natural Municipal de Marapendi - Integra uma área de proteção ambiental destinada à preservação da vegetação de restinga e manguezal da cidade do Rio de Janeiro. Sua entrada fica à Av. Alfredo Baltazar da Silveira, entre as avenidas Ayrton Senna e Pedro Moura, no Recreio dos Bandeirantes, tel. (21) 3600-4252.


Night - Se você curte a noite, saiba que as principais baladas da Barra da Tijuca são o Zax Club (www.zaxclub.com.br), o People Club (www.peopleclub.com.br), 021 (www.boate021.com.br), a Boate all In (www.boate-allin.com.br) e o Le Club (http://voguesquare.com.br/le-club), além das casas de shows Barra Music (www.barramusic.art.br), KM de Vantagens Hall RJ (antigo Metropolitan) e Jeunesse Arena (http://jeunessearena.com.br).


Mercado de Produtores Uptown Barra da Tijuca - Além dos restaurantes uruguaio Parilla del Mercado com música ao vivo, do japonês Benkei e do espanhol Mercado La Plancha, o espaço inspirado no Mercado da Ribeira de Lisboa, (Portugal) reúne, em seus 6,5 mil m2 e dois andares, o Açougue Vegano, a Quitanda dos Produtores e a delicatessen Boulangerie Carioca.

Interior do Mercado de Produtores Uptown, Barra da Tijuca. Foto: Joyce  Braga


Ali também estão o Mate do Vovô, a enoteca Mundo do Vinho, a Boutique de Peixes La Plancha e a Peixaria Delta Mare, além de bares, empórios, floriculturas e barraquinhas de frutas, de produtos alimentícios, de sorvetes e de artesanato. Av. Ayrton Senna, 5.500, tel. (21) 3030-5500, Barra da Tijuca.

Onde ficar   

Ramada Encore Ribalta - Fica a 8 km da Cidade Olímpica. Oferece estacionamento e transporte para o hospede até o píer, onde ele segue de balsa para uma das melhores praias da Barra, a Praia da Reserva. Av. das Américas, 9.650, Barra da Tijuca, tel. (21) 2432-6000, www.verthoteis.com.br/hoteis/ramada-encore/ramada-encore-ribalta.


Ramada Recreio Shopping - O hotel três estrelas tem acesso ao Recreio Shopping e  possui 192 quartos para uma, duas e até três pessoas, além de acomodações adaptadas para portadores de necessidades especiais. Conta com centro de convenções para até 1.100 pessoas, restaurante (aberto ao público), bar, academia e estacionamento.  Av. das Américas, 19.019, www.verthoteis.com.br


E-suites Riocentro Verano Stay - Situado a menos de 2 km do Parque Olímpico, o apart hotel funciona em soft opening e possui 272 apartamentos, sendo que a suíte superluxo possui cozinha com geladeira, fogão e micro-ondas, além de lavanderia com tanque e disposição para máquina de lavar. Abriga ainda piscinas, sauna, fitness, espaços para eventos e estacionamento. Rua Escultor Sérgio Camargo, 50, Barra da Tijuca, tel. (21) 2214-8000, www.verthoteis.com.br/nossas-marcas/esuites




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

(55 +11) 987936605

No Ar


Nenhuma programação cadastrada
para esse horário




Hora Certa
Publicidade Lateral
Redes Sociais


Estatísticas
Usuários Online: 14


Bate Papo

Digite seu NOME:


Reservas
Quantos Adultos?
Quantas Crianças?
Data de Entrada:
Data de Saída:
Parceiros

Copyright (c) 2018 - TV Destaque Nacional - Todos os direitos reservados